Embraer anuncia acordo com banco chinês de 1,5 mil milhões de euros

embraerA Embraer anunciou hoje um acordo com o China Development Bank (CDB) para financiamento de aeronaves, que poderá ascender a 2,2 mil milhões de dólares (1,48 mil milhões de euros), nos próximos três anos. 
O acordo tem como objectivo aumentar as oportunidades de aquisição de aeronaves da Embraer, “focado no desenvolvimento da aviação regional na China”, salientou a fabricante brasileira num comunicado.


O memorando de entendimento foi assinado entre o CDB Leasing, com sede em Shenzhen, a maior companhia financeira de leasing do CDB e uma das mais importantes instituições internacionais de financiamento de aviação.


“Estamos orgulhosos em assinar este memorando com uma das mais importantes instituições financeiras do mundo”, afirmou o vice-presidente da Embraer, Paulo César Silva, citado no comunicado.


A Embraer sublinhou ainda que o acordo oferecerá opções financeiras para companhias aéreas da região, sendo que o CDB “pode também considerar a compra de aeronaves” para futuras oportunidades de leasing. 


“Em qualquer um dos casos, a Embraer indicará possíveis clientes para o CDB Leasing, a seu critério, e apresentará avaliações específicas sobre cada cliente”, referiu o comunicado.


A Embraer é, em consórcio com a EADS, o maior accionista da portuguesa OGMA, detendo ambos 65% do capital daquela empresa portuguesa.


O Estado português detém os restantes 35% da OGMA, através da holding Empordef.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *